top of page

Quer aprender a meditar as escrituras? Veja um exemplo sobre a Lectio Divina clicando aqui.

O Missário 2024 está em promoção com 20% de desconto! E comprando 2 ou mais, você ainda ganha mais 10%. Compre clicando aqui.

Imaculada Conceição da Bem-aventurada Virgem Maria - 08/12/2023 - Sexta-Feira

Fiquemos atentos a Missa de preceito da Imaculada Conceição! Esse ano ela cai na sexta-feira e não há feriado.

Nove meses antes do nascimento de Maria (Natividade de Nossa Senhora em 8 de setembro), a Igreja celebra a Solenidade da Imaculada Conceição da Bem-Aventurada Virgem Maria. Esta festa foi aprovada pelo Papa Sisto IV, em 1476, e, depois, de modo extensivo para toda a Igreja, por Clemente XI, em 1708.


“Declaramos, confirmamos e definimos a doutrina, revelada por Deus, que a Bem-aventurada Virgem Maria foi preservada e imune de toda mancha do pecado original, desde o primeiro instante da sua concepção, por graça particular e privilégio de Deus Todo-Poderoso, pelos méritos de Jesus Cristo, Salvador do gênero humano” (Bula Ineffabilis Deus, 1854). Ver mais em: https://www.vaticannews.va/pt/feriados-liturgicos/imaculada-conceicao-da-bem-aventurada-virgem-maria.html


O que vamos aprender nessa semana?


No Evangelho, o anjo Gabriel anuncia o nascimento de Jesus a Maria, que aceita de forma total os planos de Deus. Na primeira leitura, Adão e Eva rejeitam o plano de Deus, cometendo o pecado original.

Na segunda leitura, São Paulo nos diz que todo ser humano foi criado para a santidade.


Neste domingo, celebramos Nossa Senhora, Imaculada e livre do pecado.


Leituras

Primeira Leitura (Gn 3,9-15.20)

Leitura do Livro do Gênesis


O Senhor Deus chamou Adão, dizendo: "Onde estás?" E ele respondeu: "Ouvi tua voz no jardim, e fiquei com medo porque estava nu; e me escondi". Disse-lhe o Senhor Deus: "E quem te disse que estavas nu? Então comeste da árvore, de cujo fruto te proibi comer?" Adão disse: "A mulher que tu me deste por companheira, foi ela que me deu do fruto da árvore, e eu comi". Disse o Senhor Deus à mulher: "Por que fizeste isso?" E a mulher respondeu: "A serpente enganou-me e eu comi". Então o Senhor Deus disse à serpente: "Porque fizeste isso, serás maldita entre todos os animais domésticos e todos os animais selvagens! Rastejarás sobre o ventre e comerás pó todos os dias da tua vida! Porei inimizade entre ti e a mulher, entre a tua descendência e a dela. Esta te ferirá a cabeça e tu lhe ferirás o calcanhar". E Adão chamou à sua mulher "Eva", porque ela é a mãe de todos os viventes.


Segunda Leitura (Ef 1,3-6.11-12)

Leitura da Carta de São Paulo aos Efésios


Bendito seja Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. Ele nos abençoou com toda a bênção do seu Espírito em virtude de nossa união com Cristo, no céu. Em Cristo, ele nos escolheu, antes da fundação do mundo, para que sejamos santos e irrepreensíveis sob o seu olhar, no amor. Ele nos predestinou para sermos seus filhos adotivos por intermédio de Jesus Cristo, conforme a decisão da sua vontade, para o louvor da sua glória e da graça com que ele nos cumulou no seu Bem-amado. Nele também nós recebemos a nossa parte. Segundo o projeto daquele que conduz tudo conforme a decisão de sua vontade, nós fomos predestinados a sermos, para o louvor de sua glória, os que de antemão colocaram a sua esperança em Cristo.


Evangelho (Lc 1,26-38)


Naquele tempo, no sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia, chamada Nazaré, a uma virgem, prometida em casamento a um homem chamado José. Ele era descendente de Davi e o nome da Virgem era Maria. O anjo entrou onde ela estava e disse: "Alegra-te, cheia de graça, o Senhor está contigo!" Maria ficou perturbada com estas palavras e começou a pensar qual seria o significado da saudação. O anjo, então, disse-lhe: "Não tenhas medo, Maria, porque encontraste graça diante de Deus. Eis que conceberás e darás à luz um filho, a quem porás o nome de Jesus. Ele será grande, será chamado Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi. Ele reinará para sempre sobre os descendentes de Jacó, e o seu reino não terá fim". Maria perguntou ao anjo: "Como acontecerá isso, se eu não conheço homem algum?" O anjo respondeu: "O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra. Por isso, o menino que vai nascer será chamado Santo, Filho de Deus. Também Isabel, tua parenta, concebeu um filho na velhice. Este já é o sexto mês daquela que era considerada estéril, porque para Deus nada é impossível". Maria, então, disse: "Eis aqui a serva do Senhor; faça-se em mim segundo a tua palavra!" E o anjo retirou-se.


Palavras do Papa


A festa litúrgica de hoje celebra uma das maravilhas da história da salvação: a Imaculada Conceição da Virgem Maria. Ela também foi salva por Cristo, mas de uma forma extraordinária, porque Deus quis que desde o momento da conceção a mãe do seu Filho não fosse tocada pela miséria do pecado. E assim Maria, durante toda a sua vida terrena, foi livre de qualquer mancha de pecado, foi a “cheia de graça”.


São Paulo faz-nos compreender que todo o ser humano é criado por Deus para aquela plenitude de santidade, para aquela beleza com que Nossa Senhora foi revestida desde o início. (...)


E o que para Maria estava no início, para nós estará no fim, depois de termos passado pelo “banho” purificador da graça de Deus. (...) Todos os santos e santas percorreram este caminho. Contudo até os mais inocentes foram marcados pelo pecado original e lutaram com todas as forças contra as suas consequências. Passaram pela «porta estreita» que conduz à vida (cf. Lc 13, 24). E sabeis qual foi o primeiro do qual temos a certeza que entrou no paraíso, sabeis? Um “patife”: um dos dois que foram crucificados com Jesus. Voltou-se para ele e disse: «Jesus, lembra-te de mim quando entrares no teu reino». E Ele respondeu: «Hoje mesmo estarás comigo no paraíso» (Lc 23, 42-43). Irmãos e irmãs, a graça de Deus é oferecida a todos; e muitos que nesta terra são os últimos, no céu serão os primeiros (cf. Mc 10:31).


Mas cuidado. Não vale a pena ser esperto: adiar constantemente um exame sério da própria vida, aproveitando-se da paciência do Senhor - Ele é paciente, Ele espera por nós, Ele está sempre presente para nos conceder a graça. Podemos enganar os homens, mas não a Deus, Ele conhece o nosso coração melhor do que nós próprios. Aproveitemos o momento presente! (...) aproveitar o hoje para dizer “não” ao mal e “sim” a Deus; abrir-se à sua Graça; (...).


E para nós este é o caminho para nos tornarmos “santos e imaculados”. A beleza não contaminada da nossa Mãe é inimitável, mas ao mesmo tempo atrai-nos. Confiemo-nos a ela, e digamos de uma vez para sempre “não” ao pecado e “sim” à Graça.


(Angelus, 8 de dezembro de 2020)

Ver completo em: https://www.vatican.va/content/francesco/pt/angelus/2020/documents/papa-francesco_angelus_20201208.html


593 visualizações